Tratamento da Água

Sobre o Tratamento

O SAAE de Jaguaribe é uma instituição preocupada com o nível de qualidade da água oferecida aos seus clientes, por esse motivo trabalha diariamente para fornecer uma água dentro padrões estabelecidos pelo Ministério da Saúde conforme portaria nº 2.914, de 12 de dezembro de 2011 onde dispõe sobre os procedimentos de controle e de vigilância da qualidade da água para consumo humano e seu padrão de potabilidade, abaixo você pode conhecer todo o processo pela qual a água passa antes de abastecer os domicílios de nossa cidade.


Números Importantes

1.800m³ é a capacidade de reserva de água atualmente.

260m³ de água em média são captados por hora do Rio Jaguaribe.

8.617 é o número aproximado de imóveis atendidos.

72km de tubulação já foram instalados para distribuição d'água.


Processo de Tratamento

Manancial

Manancial
Tem-se o Rio Jaguaribe como fonte de abastecimento ao sistema, o qual esta localizada à jusante da Estação de Tratamento de Água.

01

Captação

Captação
A água passa por um sistema de grades que impede a entrada de elementos macroscópicos grosseiros (animais mortos, folhas, etc.) no sistema. Parte das partículas está em suspensão fina, em estado coloidal ou em solução, e por ter dimensões muito reduzidas (como a argila, por exemplo), não se depositam, dificultando a remoção. A água bruta é captada no manancial superficial Rio Jaguaribe e aduzidaatravés de conjunto motor bomba para o sistema de tratamento de água na ETA. São captados em torno de310 m³/h.

02

Calha Parshall

Calha Parshall
É o local onde se tem a entrada de água bruta no sistema de tratamento. A calha tem a função de medir a vazão de entrada da ETA e também aplicamos o hipoclorito de sódio comopré cloração.

03

Tanque de Mistura Rápida

Tanque de Mistura Rápida
É o local onde ocorre uma turbulência, onde esta fisicamente ligada à calha, é nesta etapa que é adicionado a solução coagulante de Sulfato de Alumínio que visa aglomerar as partículas (sujeira), como por exemplo a argila, aumentando o seu volume e pesoformando flocos.

04

Tanque de Floculação

Tanque de Floculação
Aplica-se o composto químico floculante (Polímero). Onde acontece a formação de flocos das partículas na água. O material coagulado se aglutina formando flocos maiores durante esse processo a água percola pelos floculadores em uma velocidade mais lenta para favorecer a aglutinação das partículas. Onde por gravidade são lançadas ao tanque de sedimentação.

05

Decantadores

Decantadores
O sistema é composto por dois decantadores, que por fluxo ascendente o material floculado decanta devido ao seu próprio peso, e a presença de placas atenadas que ajudam a reter os flocos, que depois de sedimentados por gravidade chegam ao tanque de união.

06

Filtros

Filtros
A água do tanque de união é distribuída para quatro filtros, este que por sua vez retêm os sólidos mais finos dissolvidos na água que são os flocos que não foram decantados e alguns microrganismos. Os filtros possuem fluxo ascendente e granulometria variada no seu corpo filtrante.

07

Coloração

Cloração
A água filtrada está limpa, mas ainda pode conter microrganismos causadores de doenças. Por isso é necessário receber um produto que contém cloro, para degradar os microrganismos. Utilizamos sistema gerador de cloro Hidrogeron modelo HG PLUS 36, com capacidade para produzir até 36Kg de cloro ativo ao dia.

08

Fluoretação

Fluoretação
Na fase de fluoretação, a água já tratada e livre dos micro-organismos patogênicos, recebe a adição do fluossilicato de sódio, com o intuito de prevenir a população atendida da carie dentária.

09

SAAE - Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Jaguaribe
Rua 7 de Setembro, nº 440, Bairro Centro - Jaguaribe, Ceará - CEP: 63.475-00
(88) 3522-1487 - (88) 3522-1118
saaejbe@hotmail.com

Ciebit.com